Clipagem


Maria Avelina Fuhro Gastal

- Desigualdade acelera avan鏾 da pandemia nas periferias. O Globo, 03/05/2020.
- Desmatamento na Amaz鬾ia o maior em 10 anos; Governo Bolsonaro promoveu severo retrocesso na preserva玢o ambiental no Brasil. Jornal Grande Bahia, 21/04/2021
- Pol韈ia procura homem que deu 12 facadas na ex em Jacarepagu. Expresso da informa玢o, 05/07/2021
- Movimentos negros protestam contra racismo, chacinas e 揼enoc韉io sem fim no Brasil. Zero Hora, 13/05/2021
- Infla玢o e desemprego tiram arroz e feij鉶 do prato dos brasileiros. FSP, 25/07/2021
- Medo de rea珲es adversas e fake news explicam o n鷐ero de pessoas n鉶 vacinadas. ZH, 24-25/07/2021
- Levantamento da CTE-IRB aponta a precariedade de muitas escolas p鷅licas no Rio Grande do Sul. Correio do Povo, 25/07/2021
- Aquecimento global causar fome e migra珲es, alerta ONU. Empresa e Neg骳ios. 25/07/2021
- Pre鏾s em alta... A fome tamb閙. Estado de Minas. 01/08/2021
- Infla玢o corr骾 a renda e trabalhadores passam fome. Correio Braziliense. 01/08/2021

As manchetes se repetem. Mudam protagonistas, locais, data, mas preservam a ess阯cia. Feminic韉ios, corrup玢o, aquecimento global, cat醩trofes ambientais, 骴io racial, desigualdade social, fome, guerras, golpes, inoper鈔cias governamentais, falta de investimento em Educa玢o. Fazemos clipagens das manchetes e seguimos nossa vidinha.

Reclamamos do frio, do calor, do pre鏾 do combust韛el, da viol阯cia urbana, da alta dos pre鏾s no supermercado, dos cancelamentos de viagens do Uber. Desvinculamos o nosso dia a dia das manchetes. N鉶 nos julgamos respons醰eis por nenhuma das trag閐ias nelas vinculadas.

O frio vai ser intenso, separamos roupas e cobertores e doamos para a campanha do agasalho. A fome aumentou, contribu韒os com cestas b醩icas ou dinheiro para alguma a玢o social. Doa珲es de roupas amenizam o frio, mas n鉶 erguem tetos nem tapam frestas. Cestas b醩icas saciam alguns, mas n鉶 acabam com a fome. Solidariedade importante, garantir condi珲es dignas de vida a todos, imprescind韛el.

N鉶 h empoderamento feminino sem reconhecimento da viol阯cia sofrida pelas mulheres. N鉶 h justi鏰 social sem reconhecimento do racismo estrutural.

Separamos lixo, apagamos luzes, fechamos torneiras, mas apoiamos um governo descomprometido com a quest鉶 ambiental.

Ficamos chocados, nos indignamos, 鄐 vezes, com algumas manchetes e bradamos n鉶 gostar de pol韙ica. Votamos como quem escolhe a rainha da primavera ou o l韉er da turma. N鉶 pensamos na sociedade que queremos. Agimos como inconsequentes, deixamo-nos ser influenciados, optamos por ignorar sinais claros de homofobia, de racismo, de ataque democracia, de autoritarismo.

Em cada manchete tem a marca da nossa digital, por coniv阯cia ou omiss鉶. Ent鉶, melhor fechar o jornal, escolher a roupa do dia, reclamar do frio ou do calor, do tr鈔sito, do Uber do que ter que encarar a merda de cidad鉶s, e de pessoas, que somos.

Deixe um recado para a autora

voltar

Maria Avelina Fuhro Gastal

E-mail: avelinagastal@hotmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Pageviews desde agosto de 2020: 85187

Site desenvolvido pela Editora Metamorfose