Descalabros


Maria Avelina Fuhro Gastal

Escrever n鉶 f醕il.

A dificuldade vai al閙 do cuidado com a gram醫ica. Passa pela escolha das palavras, pelo efeito que se busca, pela clareza nas ideias. Nem mesmo a inspira玢o o maior problema. O mundo est repleto de situa珲es, imagens, detalhes que rendem hist髍ias, basta enxergarmos al閙 daquilo que os olhos veem.

O n est na escolha do tema. Na cr鬾ica, ele aperta. A maioria espera por um texto curto, leve, melhor, ainda, se divertido. A realidade est dif韈il. Sabemos por viv-la, n鉶 precisamos ser lembrados das dificuldades ao acessar algo para ler. Chegamos, ent鉶, ao maior desafio da escolha, o respeito ao leitor.

O cronista, na maioria das vezes, fala do cotidiano, das viv阯cias. O que escrevo traz a minha vis鉶, mas n鉶 deve, jamais, desprezar ningu閙. Qualquer profissional deve exercer seu of韈io com o m醲imo de respeito e considera玢o pelo outro. Voc, com certeza, faz isso. Por que, ent鉶, o presidente n鉶 o faz? N鉶 o elegi, mas ele preside o pa韘 em que nasci e vivo e n鉶 um clube de tiro formado por homens que precisam afirmar a masculinidade pela agress鉶, desrespeito e viol阯cia. Essas quest鮡s Freud j explicou.

Desculpem se hoje n鉶 consigo ser leve. Foi muito em poucas horas. Se ver vencedor pela suspens鉶 dos testes da CORONAVAC devido morte de um volunt醨io, amea鏰r com p髄vora (inventada pelos chineses) em vez de fazer do di醠ogo a arma para avan鏾s, chamar os brasileiros de 搈aricas (de novo a fixa玢o j explicada pela psican醠ise) pelo temor ao v韗us que j matou mais de cento e sessenta mil brasileiros um descalabro t鉶 imensur醰el que me impede de escrever algo que n鉶 esteja relacionado a isso.

N鉶 se trata de ideologia. Trata-se de humanidade. Homof骲ico, rude, grosseiro, de praxe. Se ver vitorioso em cima da morte de algu閙, abomin醰el.

Calada sou c鷐plice. Calados, concordamos. Temos problemas, somos desiguais, racistas, classistas, mas nunca pensei em n髎, brasileiros e brasileiras, como bestas desumanas. N鉶 podemos permitir que ele nos torne irasc韛eis. Nem mesmo aqueles que nele votaram merecem tamanha vergonha

Deixe um recado para a autora

voltar

Maria Avelina Fuhro Gastal

E-mail: avelinagastal@hotmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Pageviews desde agosto de 2020: 41389

Site desenvolvido pela Editora Metamorfose