Ideia roubada com sucesso


Maria Avelina Fuhro Gastal

Em minha defesa, roubo consentido pelo autor da ideia. No meio de tantas conversas em grupo por Whatsapp, um amigo, Dante Antunes, escreveu, 揹ava para fazer uma cr鬾ica s combinando os stickers. Pronto, bastou para a minha cabe鏰 ficar imaginando como seria.

Confesso que d uma certa inveja quando vejo boas ideias escritas por outros. Como n鉶 pensei nisso antes? Que sacada de tema para um texto! Putz, que constru玢o de frase genial. E por a vai. 觔vio que uma constante na minha vida. Cr鬾icas, contos, novelas, romances que eu gostaria de ter escrito n鉶 faltam. Ultrapassam o limite aceit醰el da confian鏰 na minha capacidade.

Admirei a ideia e me contive. Por uns dias. At que perguntei: 揤ais escrever aquela cr鬾ica dos stickers? 揘鉶. Pode escrever. 揝閞io? Se queres escrever, a ideia tua. 揘鉶 vou escrever. Vai em frente. Fui.

Pensei at que esta pode ser uma modalidade das minhas cr鬾icas, voc阺 pensam em algo, sugerem, e eu escrevo, indicando o autor da ideia. Transformar韆mos a m醲ima 10% inspira玢o, 90% transpira玢o para 100% inspira玢o de um, 100% de transpira玢o de outro e ter韆mos uma produ玢o conjunta.

Em termos de estrutura, ter韆mos duas cr鬾icas em uma, como esta. Primeiro, a origem da ideia, tributo ao autor, depois a cr鬾ica baseada na inspira玢o, tarefa minha. E, ainda, com possibilidade de debate caso o produto desagrade autor e leitores.

Aqui cabem palavras, n鉶 imagens. A amplia玢o da proposta seria um artista visual fazer uma narrativa com as figurinhas sem textos. Completar韆mos uma cadeia de produ玢o cooperativa. Supera玢o de um mundo ego韘ta.

Ent鉶, in韈io da manh, o sinal sonoro do celular indica a chegada de whats:

Bom dia grupo. Bom dia com muita paz amor harmonia. Cada dia uma chance para ser pior do que ontem. Apaga. Foi mal, tava doid鉶. Nunca seja igual a essa pessoa, filho. Venenosa. Vida longa aos loucos. Perdemos o controle. muita palha assada. Tem que ver essa quest鉶 ae. Vamos nos desesperar com calma. S閞io isso? Selo Decotelli de veracidade. Rapaix. Jogar 醙ua benta para ver se melhora. Rindo com parcialidade. 揘ada errado se te faz feliz ass. satan醩. sto xocadu. Lament醰el a postura desse cidad鉶. A m鉶 de agredir chega a tremer. Vontade de fazer cafun em voc com um martelo. ki susto, eu casi mi importei ca zua opiniaum. limite saiu. Voltei. Quem tem diabetes vaza que o docinho chegou. Me poupe. Eu vi coisas que n鉶 podem ser desvistas. Voc n鉶 madurece. Aqui profissionalismo. Vou ignorar para n鉶 ter que empurrar da escada. Briguem desgra鏰dos, briguem. Isso isso isso. Situa玢o delicada essa. Nem vou falar pra n鉶 dizer nada. Corta os 600 desse tamb閙. Nossas expectativas j eram baixas mas PUTAMERDA. Danosse. Oh, PAI. Sequ阯cia de toma toma. A previs鉶 para hoje : briga. Pera vou liga pra tua m鉫 agora. T tendo um tro鏾. Se cuide. At chorei aq. So sweet. O afeto revolucion醨io. Gostei. Graciiiiinha. A eu dou valor. Eu tenho pra mim que vcs tudo s鉶 envolvidos com droga. Si tu diz t dizido. Banhou-se nas 醙uas do equ韛oco. Eu t rindo mas de desespero. por conta dessa pessoa q o shampoo tem instru玢o de uso. Fufaquefariu. Vibrando na paz. Amei. Tamo junto. Para hoje e sempre muito amor. Voc especial. Um dia cheio de coisas boas pra voc. Eu gosto disso, muito adulto. Mandou bem. Eu quero aglomerar. Se cuida a, t? Entendi e concordo. isso a. Bjo Bjo. T tranquilo. Beijo no cora玢o. Um xeiro pra vc. Tenha um lindo dia. Feliz domingo a todos...



N鉶 gostou? Ei, administrador, olha isso. Voc foi removido do grupo.

Deixe um recado para a autora

voltar

Maria Avelina Fuhro Gastal

E-mail: avelinagastal@hotmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Pageviews desde agosto de 2020: 24206

Site desenvolvido pela Editora Metamorfose