O mundo na pra鏰


Maria Avelina Fuhro Gastal

Duda cal鏰 as chuteiras. Entra em campo e pode ouvir o grito da torcida. Um arrepio percorre seu corpo em transforma玢o. A camisa vermelha sua paix鉶 e a bola sua companheira. Aquele n鉶 foi um ano bom. Os amores s鉶 assim. 纒 vezes nos decepcionam, mas, se verdadeiros, encontram for鏰s para superar o pior momento.

R prefere a sapatilha. Ap髎 um grand pli, flutua sob os jacarand醩 em arabesque e entrechat. O palco a fascina, a dan鏰 a alimenta. O tutu branco, lembrando camadas de algod鉶 que se movem em um compasso harmonioso, a faz imaginar-se um p醩saro que voa sem esfor鏾.

Atenta 鄐 crian鏰s, a m鉫 n鉶 deixa de viajar. Em um curto espa鏾 de tempo visita Paris, Londres, Roma, Veneza. Desliza pelo Sena iluminado por um c閡 de gotinhas de luz, visita a Rainha, encara os le鮡s do Coliseu e repousa em uma g鬾dola, tendo ao fundo uma melodia suave que lhe acalma a alma.

N鉶 pensa s em viagens. Logo est envolta em temperos que lhe despertam os sentidos. Carnes, frangos, risotos fumegantes enchem a mesa e os olhos, acompanhados de saladas coloridas, simples ou requintadas.

Duda e R correm para os animais. N鉶 est鉶 em jaulas. Encantam-se com os le鮡s que vivem livres nas savanas e com os macacos que habitam os galhos mais altos e fazem das 醨vores seus caminhos de aventuras. Os jacar閟, sorrateiros, pouco se mostram, mas as baleias e golfinhos exibem-se com orgulho. Gatos e c鉫s dividem opini鮡s, mas os irm鉶s decidem, depois de muitos argumentos, qual cachorro caberia em suas vidas.

Enquanto isto, a m鉫 n鉶 sabe se vive um romance ou embarca em uma aventura policial. N鉶 consegue decidir-se e abre-se para os dois. Sempre h tempo na vida para mais de um prazer.

J quase noite. Deixam para tr醩 a pra鏰 que lhes deu um mundo em uma tarde. Cada um leva na sacola aventuras, hist髍ias e desejos que lhes acompanhar鉶 at o pr髕imo ano.

Mais doze meses e a sineta avisar que est aberta a temporada de reencontros e descobertas. N鉶 qualquer cidade que tem uma pra鏰 onde, uma vez por ano, cabem o universo, nossos sonhos e nossas esperan鏰s.


*****************************************************************************


Duda n鉶 usa mais chuteiras, nem eu o chamo mais assim. Trocou a bola pelo bisturi, mas jamais trocou o amor da camiseta vermelha. R ainda cal鏰 sapatilhas pelo prazer de flutuar e cuida das rela珲es humana e de trabalho com a mesma dedica玢o com que ensaiava por horas a cada novo espet醕ulo.

Eu estive em Paris, Veneza, Roma e em tantos outros lugares. Ainda acho que cozinhar para algu閙 mais do que matar a fome. At na massinha mais simples, s com queijo ralado, coloco o afeto como um tempero diferenciado. Minha neta que o diga. Em mat閞ia de romance ou aventura policial, me mantive nas hist髍ias lidas.

Desde crian鏰 a Feira do Livro faz parte da minha vida. Primeiro era levada pelos meus pais, depois ia com amigas. Apresentei a Feira aos meus filhos e j combinei com a minha neta um passeio por l. Poucas vezes n鉶 fui; n鉶 tinha dinheiro nem para comprar as ofertas dos balaios. Tempos dif韈eis. Por anos trabalhei na barraca da Assembleia Legislativa tentando atrair jovens e crian鏰s para que descobrissem a import鈔cia do Poder Legislativo para a democracia.

A partir de 2013 minha rela玢o com a Feira do Livro mudou. Naquele ano, participei da minha primeira sess鉶 de aut骻rafos em colet鈔ea. Repeti em 2014. Dei um tempo, mergulhei em oficinas e cursos de escrita criativa.

Em 2018, meu momento m醙ico. Minha primeira sess鉶 de aut骻rafos na Feira com um livro solo N髎 e uma sess鉶 de aut骻rafos da colet鈔ea da Oficina de Escrita Criativa do Assis Brasil.

No dia dos aut骻rafos do livro N髎, um amigo disse que sentiu orgulho ao ouvir meu nome no alto falante como uma das autoras presente na Pra鏰 de Aut骻rafos. Eu n鉶 conseguia definir o que sentia. Hoje eu sei. Foi a consuma玢o de um amor, a certeza de uma barreira vencida e, tamb閙, orgulho por ter encarado meus medos.

Continuo estudando, continuo escrevendo, continuo transpondo barreiras. E o melhor, me sentindo muito bem por continuar tentando.



voltar

Maria Avelina Fuhro Gastal

E-mail: avelinagastal@hotmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Site desenvolvido pela Editora Metamorfose