Sonho de consumo


Maria Avelina Fuhro Gastal

Estamos sempre querendo algo. Necessidades que nem sab韆mos da exist阯cia em n髎, s鉶 desvendadas pela m韉ia. Seja pela moda, pelo status, pelo conforto ou pela novidade, acumulamos desejos de consumo.

Eu tenho um. N鉶 de agora, h anos me acompanha. N鉶 vem de nenhuma campanha de marketing. Vem de algo que se avoluma em mim. Talvez, esse seja o outro motivo que nos faz sonhar em possuir algo. Aquela vontade que nasce de nossas limita珲es e da busca de uma forma para super-las.

Mais do que qualquer carro, roupa, sapato, maquiagem, perfume, tapete, sof ou cozinha planejada, o que mais quero um etiquetador.

Sabe aquela maquininha em que voc digita o que quiser, imprime e rotula com a etiqueta tudo aquilo que tem dificuldades em reconhecer ou diferenciar. Voc阺 podem pensar que bastaria uma etiqueta adesiva e uma caneta para resolver meu problema, mas preciso que tudo seja parelho, com a mesma forma e tamanho, ou estaria criando uma dificuldade a mais para mim. Tem que ser o etiquetador.

Com ele identificaria o pote de farinha e diferenciaria:

o pote do sal e do a琥car,

a saudade da doce lembran鏰,

o or間ano das ervas finas,

a inspira玢o do trabalho intenso,

a derrota do cansa鏾,

o amor do carinho,

o bicarbonato da pimenta branca,

a ansiedade da expectativa,

a fome da gula,

a mostarda em p do a鏰fr鉶,

a realidade do sonho,

a paz da solid鉶,

a vontade da atitude.

voltar

Maria Avelina Fuhro Gastal

E-mail: avelinagastal@hotmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Site desenvolvido pela Editora Metamorfose