Inefic醕ia dos n鷐eros


Maria Avelina Fuhro Gastal

Dist鈔cia n鉶 se mede em n鷐eros. Estabelecemos medidas apenas para n鉶 correr o risco de ficar sem combust韛el no meio do nada ou em pleno voo. De resto, qualquer quantidade relativa. N鉶 depende de metros ou quil鬽etros. A medida se d pelo nosso interesse, vontade, realidade ou desejo.

Canoas me parece mais distante do que Gramado, da mesma forma Uruguaiana e Paris ou Acegu e Nova York. Concorr阯cia desleal, compara玢o entre desiguais. Pode ser. Tentando ser mais justa, pense em mar, sol, calor, m鷖ica pelas ruas, ainda assim, Cuba mais pr髕ima do que Salvador.

Em Porto Alegre, minha no玢o de perto se estende da Pedra Redonda ao Iguatemi. Uma quadra a mais e j penso dez vezes antes de ir. Longe pra caramba. Mas se o convite for para ir al閙 dos limites da cidade, fa鏾 a mala e vou. Desde que n鉶 seja para Canoas. Se vamos at ali, para a serra um pulinho.

Qual a dist鈔cia entre o bairro Petr髉olis e a Vila Bom Jesus ou entre o bairro Menino Deus e a Vila Restinga? Quil鬽etros n鉶 servem para medir essa dist鈔cia. N鉶 nesse par鈓etro que ela se estabelece.

H duas semanas, travei as costas. Com muita dor em qualquer movimento. De sexta ter鏰-feira o espa鏾 entre a ponta dos meus dedos das m鉶s e o piso da minha casa equivalia dist鈔cia entre a Terra e Lua (medida considerando a Terra redonda). Tudo que caiu no ch鉶 naqueles dias, l ficou. Inalcan玑vel. No mesmo per韔do, poderia se chegar China, descansar da viagem, come鏰r o processo de adapta玢o ao fuso hor醨io (de novo, considerando a Terra redonda) e apreciar o novo. Eu s percebia a impossibilidade de recolher do piso a tampa da garrafa que escapou da minha m鉶.

L間uas, quil鬽etros, anos-luz n鉶 impedem nossos sonhos. Desigualdade e injusti鏰 social nem d鉶 espa鏾 para sonhos. N鷐eros nada medem. Eles ignoram sentimentos e realidades.

Nossa dist鈔cia segura agora de um a dois metros. Um dos sof醩 da minha casa tem 1,90m de bra鏾 a bra鏾. Para a seguran鏰 m醲ima faltam dez cent韒etros, a ter鏰 parte de uma r間ua escolar padr鉶.

O equivalente a uma fita m閠rica, que pode ser enrolada, bem apertada e guardada em qualquer min鷖culo espa鏾 na gaveta, ganha o tamanho da imensid鉶. Impede o abra鏾, o aconchego, o toque, o beijo estalado.

Irremediavelmente distantes, de m醩caras, resta aos olhos aprender a sorrir, a acariciar e perceber o afeto transmitido. Um aprendizado e tanto. Ainda mais desafiante se voc usar 骳ulos que emba鏰m o tempo todo com a m醩cara.

Que tempos.

Deixe um recado para a autora

voltar

Maria Avelina Fuhro Gastal

E-mail: avelinagastal@hotmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Pageviews desde agosto de 2020: 24217

Site desenvolvido pela Editora Metamorfose