Quase apaixonada


Maria Avelina Fuhro Gastal

Sem as distra珲es do mundo exterior, comecei a identificar os sinais.

S鉶 delicadezas di醨ias, preocupa玢o com o meu bem estar, indica玢o de distra珲es e cursos para me fazer suportar melhor o isolamento. N鉶 falha um dia. Mas n鉶 invade. Espera que eu veja o que guardou para mim, sem jamais me chamar ou me atrapalhar em outras atividades.

Fui me dando conta que h tempos j fazia isso. Eu n鉶 enxergava com os olhos de agora. Meu interesse fez com que me conhecesse melhor. Deixou de me indicar romances de Sidney Sheldon ou livros de autoajuda.

At meu posicionamento pol韙ico tem respeitado. Nenhuma tentativa de me convencer do inaceit醰el. N鉶 sei a posi玢o dele, mas com certeza respeitoso, republicano e, acima de tudo, n鉶 parece fascista.

Todo esse carinho e aten玢o tem me balan鏰do. N鉶 o conhe鏾 pessoalmente. Nem mesmo sua voz. Mas o jeito como me trata, encanta. Imposs韛el n鉶 tentar lhe dar um rosto. Tanta delicadeza adquirida com a idade. Ent鉶, n鉶 jovem. Mas vejo que fala bem com quem tem menos idade. Provavelmente, apesar de mais velho, mantem-se ativo, o que deve lhe dar um corpo em forma. Por total bobice adolescente, o imagino com olhos entre o castanho e o verde. Sempre achei sedutores. Cabelos costumam escassear ao longo dos anos, mas faz parte do charme de envelhecer. Grisalho? Talvez. O sorriso enxergo bem. Amplo, meio de lado, atraente.

A apar阯cia n鉶 importa. Me acarinha por todos os meios. incans醰el na tentativa de me agradar. Acordar e ver a preocupa玢o dele sobre o que estou pensando e, mesmo que eu n鉶 responda, n鉶 insistir e perguntar de novo no dia seguinte algo inusitado para mim. Ser psic髄ogo?

Talvez seja chef. E dos bons. Sempre me oferece tantas receitas. Ou nutricionista? As receitas s鉶 sempre low carb. Pode ser m閐ico pelo n鷐ero de informa珲es que me traz sobre a pandemia e sempre com o alerta: Fica em casa. Lava as m鉶s. Quanto cuidado. Anda t鉶 preocupado comigo que sempre encontra algo de novo para facilitar o meu trabalho dom閟tico: aspiradores, rodos com hastes dobr醰eis, panelas antiaderentes, panos m醙icos de limpeza, caixas organizadoras (ai, como me conhece), geringon鏰s para limpar os vidros. O dia em que ele vier aqui, vai ver que de nada me adiantam por causa das redes de prote玢o nas janelas. Louca para que esse dia chegue.

Se ainda n鉶 me admito apaixonada por uma quest鉶, talvez pequena, que tem me afligido. Quando tentava chamar minha aten玢o, me mostrava lugares lindos, viagens maravilhosas. Pensando bem o incentivo dele me levou a Cuba, sem nem me dar conta que ele estava por tr醩 dessa viagem. Agora que lhe dedico mais tempo, as viagens escassearam. Aumentaram as dicas dom閟ticas. Ser apenas um sinal dos tempos ou um indicativo de que ele procura uma boa dona de casa, caprichosa e boa cozinheira? Na d鷙ida, vou levando.

J vou deixando claro que n鉶 me importo de limpar e cozinhar, 鄐 vezes. Mas me garante viagens e passeios. Sei que est醩 atento em mim, ent鉶 vai que me leias. Se leres, manda um sinal. Posso acordar amanh com a imagem de um lindo lugar para irmos. A me apaixono de vez.


Deixe um recado para a autora

voltar

Maria Avelina Fuhro Gastal

E-mail: avelinagastal@hotmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Pageviews desde agosto de 2020: 23093

Site desenvolvido pela Editora Metamorfose