Constata珲es (e pira珲es) na quarentena 2


Maria Avelina Fuhro Gastal

No 鷏timo s醔ado, briguei com a minha pulseira. N鉶 com uma pulseira qualquer. Com a que se diz smart fit. Se ela se pensa inteligente, tenho todo o direito de cobrar o que promete. Mas n鉶 a vejo mais como smart.

Tudo come鏾u quando acordei disposta a limpar a casa. N鉶 uma geral qualquer, mas uma faxina cl醩sica, sem rodo, de joelho mesmo, buscando cada cantinho embaixo de m髒eis, atr醩 de sof醩 e estantes, tirando todo a poeira que encontrasse. Escovando azulejos, box, piso da churrasqueira. Os vidros ficariam para uma pr髕ima investida, e cozinha, 醨ea de servi鏾, dispensa e banheiro auxiliar para o pr髕imo s醔ado.

Comecei 鄐 8h30 da manh, encerrei 鄐 15h, sem intervalo para o almo鏾, s beliscando umas castanhas para manter o pique. Primeiro, varri toda a casa. Claro que fiz isso caminhando. N鉶 conhe鏾 outra maneira. Livre da vassoura, ataquei os banheiros com escov鉶, escovinha e acess髍ios. Para atingir meus objetivos, fiz v醨ios agachamentos e extens鮡s prolongadas de bra鏾s. Troquei a 醙ua do balde umas tr阺 vezes em cada banheiro, ou seja, me desloquei at o tanque, caminhando. Nos banheiros, andei de joelhos. Ap髎, pano 鷐ido em todos os m髒eis, incluindo frisos, sali阯cias, fundos, p閟. Limpei enfeites e porta retratos (descobri que tenho demais). Lava o pano, volta, agacha, estica, levanta, tira, arrasta, recoloca, lava o pano, recome鏰. Depois os quadros (demais tamb閙) e todas as lembran鏰s de viagens espalhadas pela casa. Mania de n鉶 guardar s na mem髍ia. Idas e vindas ao tanque. Caminhando. Dos enfeites para o piso. Em cada pe鏰 v醨ias trocas de 醙ua do balde. Funcionou, mais ou menos, assim: ajoelha, estica, arreda, levanta, caminha, troca a 醙ua, volta, ajoelha, estica, levanta, arreda, ajoelha, estica, caminha, troca a 醙ua, volta e come鏰 tudo de novo. Tr阺 sof醩 arrastados, dez cadeiras avulsas, quatro mesinhas auxiliares, um aparador, tudo sem rodinha. Na churrasqueira, largo o pano, volto para o esfreg鉶. Antes, removo trinta vasos (sim, trinta), quatro cadeiras, uma mesinha, e a mesa de apoio (benditas rodinhas). Escovo tudo. Passo o rodo, finalizo com o pano, recoloco os trinta vasos, as quatros cadeiras, a mesinha e a mesa de apoio com as benditas rodinhas. Juntei todos os sacos de lixo acumulados, desci pelas escadas, larguei no dep髎ito do pr閐io, subi pelas escadas. Entrei em casa e dei por finalizada a faxina.

No final de tudo, a tal pulseira smart marcava 3982 passos, 894 kcal consumidos, 44 minutos de atividade a cada 60 minutos. Como assim? Qualquer atividade f韘ica que eu fa鏰, e olha que fa鏾 muitas, mesmo na quarentena, apresenta n鷐eros muito superiores a esses.

De smart n鉶 tem nada. Burra, elitista e preconceituosa. Andar de joelhos n鉶 conta passos? Faxinar n鉶 consome caloria? Ir e vir com balde n鉶 uma atividade? E agachar, levantar, torcer, esfregar, arredar, esticar? Nenhuma das atividades f韘icas que fa鏾 me ocupa por quase sete horas. Nem me deixam t鉶 cansada. Mas ela s considera o que fashion ou metido besta. Cross fit, jump, dance, pilates, alongamento, GAP, circuito, flex鮡s, agachamento, step, eleva珲es, combat ela reconhece como esfor鏾 e me parabeniza colocando os n鷐eros l em cima. Fiz tudo isso em forma de faxina. Trabalho 醨duo ela desconhece. N鉶 tem o glamour de academia, training, personal, live.

No domingo me vinguei. Silenciei o alerta de est韒ulo atividade. N鉶 fiz droga nenhuma. Passei o dia escrevendo, lendo, vendo TV. Deitei sem dar boa noite a ela. Nem sei quais foram os n鷐eros do dia. Deve ter sido um fracasso. Dela, porque eu estava muito bem. Da minha vida, cuido eu.

Deixe um recado para a autora

voltar

Maria Avelina Fuhro Gastal

E-mail: avelinagastal@hotmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Site desenvolvido pela Editora Metamorfose