Guia pr醫ico para o visitante de Porto Alegre


Maria Avelina Fuhro Gastal

Se puder optar, entre na cidade vindo da regi鉶 sul do Estado pela BR116. Dali temos a vis鉶 mais bonita de Porto Alegre e a maior promessa. De longe, avista-se o perfil dos pr閐ios e a chamin da Usina do Gas鬽etro. Naquela ponta temos o centro da cidade. Sim, o centro fica na ponta. Se voc for para a regi鉶 geogr醘ica central, estar muito longe do centro de Porto Alegre.

Depois da ponte com v鉶 m髒el, siga a sa韉a mais direita. Em poucos quil鬽etros ladear o Gua韇a, embora a princ韕io n鉶 seja poss韛el enxerg-lo, pois um muro separa a cidade de um dos seus maiores encantos. S cuide para n鉶 se enganar no caminho. Se quiser ir pelo Gua韇a que fica direita, use a faixa central, pois a faixa da direita o levar para o t鷑el que n鉶 conduz ao lago. Sim, o Gua韇a um lago, mas j foi rio e estu醨io, portanto simplifique e chame apenas de Gua韇a, lago vai parecer esnobe, rio, inculto, e estu醨io, desatualizado.

Seus habitantes t阭 uma rela玢o de intimidade com a cidade. Tratam as ruas como conhecidos, ignorando os sobrenomes. Ent鉶, como forasteiro, certifique-se que recebeu a indica玢o correta para chegar a algum lugar. Talvez n鉶 tenha ficado claro, vou exemplificar para sua melhor compreens鉶. Quando algu閙 daqui lhe disser que fica na Bento, tenha certeza que na Gon鏰lves, nunca na Figueiredo, na Martins, na do Amaral, na Nunes da Cunha ou outra qualquer. O mesmo vale para a Get鷏io, para a J鷏io, para a Sete, para a Siqueira e tantas mais. Das grandes ou conhecidas n鉶 temos intimidade com a Alberto; ela ser sempre Alberto Bins. Ainda sobre as ruas, a Rua da Praia aquela que n鉶 tem praia e tamb閙 conhecida como Andradas, localizada na ponta que o centro.

A cidade arborizada, mas com poucas flores. Algumas ra韟es de 醨vores invadem as cal鏰das, levantando as lajes. Cuidado para n鉶 trope鏰r. Mas n鉶 fixe seu olhar apenas no ch鉶. preciso estar atento ao mundo ao seu redor, n鉶 s para apreciar belos pr閐ios, o contraste entre o antigo e o novo, mas tamb閙 para tentar prever algum poss韛el risco de assalto. Desconfie de duplas, trios, de motos com passageiros na garupa, de mulheres, de homens, de adolescentes. Saia sem joias, rel骻io, t阯is de marca, bolsas grandes soltas no ombro; leve apenas um documento, um cart鉶 de cr閐ito, algum dinheiro para ter o que dar em caso de assalto. Distribua seus pertences pelo corpo, dentro da meia, do soutien, no c髎 da cal鏰, para garantir que algum deles voltar com voc. Sob hip髏ese alguma use o celular na rua. Se quiser fotografar algo, antes fa鏰 uma inspe玢o criteriosa do movimento em sua volta. Se estiver de carro, mantenha as janelas fechadas e leve a s閞io as placas com uma arma e a advert阯cia de que aquela uma regi鉶 de assaltos.

Voc pode usar transporte p鷅lico para conhecer a cidade. Temos servi鏾 de aplicativos, t醲i, 鬾ibus e lota玢o. De metr temos promessas e alguns buracos, nada concreto. Melhor ter um aplicativo que o oriente sobre as linhas de 鬾ibus em Porto Alegre, pois nas paradas n鉶 h qualquer informa玢o, nem mesmo de quais 鬾ibus passam por ali. A lota玢o uma boa op玢o, voc vai sentado e desce onde quer. Teoricamente elas param para voc sem que seja necess醨io haver um ponto para tal, basta ficar beira do meio fio e fazer sinal com o bra鏾 que elas, se n鉶 estiverem circulando pelo lado da via que n鉶 tem cal鏰das em uma relativa velocidade, at param para que voc suba.

Cuide com aten玢o as faixas de seguran鏰 para pedestres, principalmente se estiver a p. muito f醕il ser atropelado em uma delas. Mesmo que um carro pare, tenha certeza de que os de tr醩 n鉶 v鉶 desviar, passando pelo lado e atingindo quem ousa estar atravessando na faixa.

Vamos 鄐 placas de sinaliza玢o. Quase n鉶 existem. Nem mesmo as que identificam as ruas. Pense nisso como um desafio e a chance de conhecer lugares nunca dantes imaginados. Interessante, tamb閙, que parece s haver zona sul e zona norte em Porto Alegre. Seria mais ou menos assim, tudo que fica para o lado do Gua韇a para baixo zona sul, tudo que fica para o lado de l da Prot醩io (no caso, a Alves), zona norte. No meio disso, o Centro, aquele da ponta, e bairros com identidade pr髉ria, como Cidade Baixa, Bom Fim, Auxiliadora, Moinhos (de Vento), que n鉶 fazem parte nem da sul, nem da norte, nem do centro. Quando encontrar alguma placa de sinaliza玢o, n鉶 crie expectativa de que ela o leve at o destino. Indo para o aeroporto pela Farrapos, voc conduzido pelas placas indicativas at uma avenida de m鉶 dupla, sem nenhuma indica玢o para que lado deve dobrar para chegar ao aeroporto. Amplie seus conhecimentos, pesquise sobre os arredores de Porto Alegre, da voc vai entender que a placa que indica o caminho para Canoas serve para conduzi-lo ao aeroporto. Se voc dobrar para o outro lado chegar em algum ponto da imensa zona norte.

Por 鷏timo o clima. Embora as esta珲es aqui sejam ver鉶, outono, inverno e primavera, n鉶 h garantias de que voc n鉶 viva todas no mesmo dia. Informe-se sobre a habilidade de se vestir como cebola, em camadas.

Aproveite a cidade. linda e hospitaleira. E, por favor, apesar da sujeira, n鉶 jogue mais lixo nas ruas.


Saudades de ver a Porto Alegre que vai al閙 da minha janela.
Vontade de ver uma Porto Alegre com vida.
Desejo de estar com cada um de voc阺.
Superaremos.

Deixe um recado para a autora

voltar

Maria Avelina Fuhro Gastal

E-mail: avelinagastal@hotmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Site desenvolvido pela Editora Metamorfose